Por Que Os Reis Magos Não Trazem Mais Brinquedos?

Para a maioria dos avós e pais que leem este post, eles vão se lembrar que na infância, no dia 6 de janeiro, debaixo de muitas árvores de natal, encontraram bicicletas, patins e brinquedos manuais como carrinhos, bonecos, bolas, entre outros. No entanto, nossos netos e filhos costumam pedir outros presentes para comemorar os feriados de fim de ano. Consoles, videogames, cartões de crédito, computadores para jogos, cadeiras de design e fones de ouvido são apenas alguns dos presentes mais solicitados em muitas casas.

Essa mudança no gosto dos pequenos no lar é um reflexo do avanço da tecnologia no dia a dia. Quando os videogames começaram a entrar em nossas vidas, eles eram um entretenimento pouco diversificado, muito caro e percebido como uma atividade própria apenas para pequenos grupos que não faziam parte dos segmentos majoritários. Não em vão no início, a comunidade geek tinha nos anos anteriores uma conotação não muito positiva para muitos.

Hoje a situação é completamente diferente. Dado o acesso à Internet e o grande avanço das empresas que se dedicam aos videojogos, muito mais gente pode optar por este tipo de diversão em detrimento dos brinquedos tradicionais. Em alguns países é até possível constatar que os jogadores podem optar por se dedicar profissionalmente a esta atividade. Este é o início da era dos e-sports. Não em vão, ser reconhecido como um jogador é algo desejável para muitos jovens agora.

Os videogames também se tornaram uma base inevitável para uma socialização completa de muitos jovens ao redor do mundo. Antes de não ver o último capítulo de um cartoon ou série não significava uma grande complicação. No entanto, hoje as pessoas usam as comunidades de jogadores como uma extensão de suas relações escolares ou familiares. E se isso não bastasse, alguns deles criam comunidades internacionais lançando canais de streaming de jogos ao vivo gratuitos ou em troca de contribuições voluntárias.

Os personagens de videogame também se tornaram uma parte fundamental da cultura geral e muitos de seus expoentes fazem parte do soft power de muitos países. Alguns dos personagens dos jogos mais conhecidos são ícones que unem jogadores dos mais diversos idiomas e culturas. Por exemplo, na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Tóquio ostentou um dos jogos mais conhecidos de todos. O público viralizou essa amostra nas redes sociais, apontando para as referências expostas no Estádio do Maracanã naquela noite.

Até agora temos falado sobre a parte visível desta enorme indústria. Seja através de grandes estúdios ou através de pequenas empresas, são inúmeros os profissionais que buscam alcançar os holofotes de um mercado cada vez mais exigente. Engenheiros, designers, músicos, animadores, geógrafos, publicitários, roteiristas e muito mais se dedicam todos os dias para desenvolver o próximo título mais vendido.

Por essas razões, entre outras, é que Santa Clós (principalmente nos países anglo-saxões) e os Três Reis Magos (em grande parte da América Latina e Espanha) trazem menos brinquedos analógicos e mais consoles e títulos de videogame a cada ano. Os brinquedos de antes serão completamente substituídos por brinquedos eletrônicos? Achamos que não, mas esse processo ainda está em desenvolvimento. Por meio de estudos de mercado será possível acompanhar as transformações do setor. Os dados e informações derivados dessas investigações o ajudarão a ajustar seus planos de negócios com oportunidades suficientes.

Na Acertiva sabemos que muitos segmentos de mercado passam por transformações cada vez mais rápidas e profundas. Por isso, colocamos à sua disposição nossos mais de 18 anos de experiência para que você possa realizar seus estudos de mercado com as melhores ferramentas ao seu alcance. Escreva-nos hoje para que possa nos contar sobre o que será seu próximo projeto e nós lhe diremos como, juntos, podemos escrever sua próxima história de sucesso.